Image default
Games Noticias Reviews

[Review] Thief

Thief é um jogo lançado pela Eidos Montreal em colaboração com a Square Enix e que conta a historia de um ladrão que é mestre em se esconder, invadir, roubar, desvendar mistérios e espiar, que deve trabalhar em uma cidade onde prevalecem a corrupção e a opressão por parte dos nobres. Não é um jogo para quem curte atirar, matar, etc pois o jogo faz com que o jogador seja obrigado a passar sempre despercebido. O jogo desde o seu primeiro episodio em 1998 que contava já com uma incrível jogabilidade e gráficos magníficos, para a época obviamente, agora teve uma grande evolução trazendo mais emoções, gráficos lindos e uma historia bem legal. O jogo está disponivel para PC, Xbox One, Xbox 360 e Playstation 4.

Era uma vez…

O personagem principal do jogo é Garret o ladrão com o qual você joga durante todo o jogo, ele mora em The City uma cidade inspirada em cidades européias na baixa idade media governada por um barão que com sua policia corrupta oprime de maneira violenta a população dessa cidade e por conta de uma falha a caminho de uma missão com a sua parceira Erin, Garret se vê em um conflito com esse vilão. Diferente dos outros capítulos do jogo, a principal missão não é roubar itens de grande valor e sim investigar o paradeiro de sua parceira Erin, mas para que o jogo não perdesse o nome (Thief, ladrão em português) você tem a possibilidade de aceitar missões secundarias que envolvem roubo de objetos valiosos bem guardados e escondidos e em troca receber grandes quantias de dinheiro dos mandantes ou então durante as missões principais vasculhar o mapa a procura de objetos valiosos que podem ser roubados.

Um aspecto que mudou em relação aos títulos anteriores, foi o fato que Garret para completar as missões não precisa passar despercebido você pode ir para o embate direto ou então é possível subjugar sem ser visto. No final das contas a historia chega em uma altura que você não vê a hora de saber o que vai acontecer, mantendo você sempre intrigado pelo mistério do enredo pois a cidade está no meio de uma praga que está matando milhares de pessoas, a policia trabalha somente para obter lucros e se diverte vendo a cidade morrendo e o barão dificulta ao máximo fazendo com que Garret tenha que passar no meio de tudo isso para achar Erin, que deixou poucas pistas antes de sumir, aparecendo algumas vezes, graças a parte sobrenatural do jogo.

Mas onde foi filmado ?

Em algumas cenas é a pergunta que pode vir a muitos de nós, pois os gráficos foram feitos com uma perfeição incrível, causando quase a sensação de que as cenas são reais. As texturas foram muito bem aplicadas ao cenário, que em geral está sempre em movimento. Nos cenários exteriores a nevoa deixa tudo mais real e a noite é realçada por uma das únicas fontes de luz , a lua, que em algumas partes do jogo será a única fonte de luz que você e seus inimigos terão para poder enxergar. Os becos dessa era medieval aumentam ainda mais a ambientação da época na qual se passa o jogo e as sombras de todos os objetos criam uma sensação magnifica.

A sombra é um dos principais detalhes visuais do jogo, pois está sempre em movimento graças ao fogo que se move, as pessoas que passam e objetos que as criam, tudo isso para, além de ajudar você a se esconder melhora o aspecto visual do jogo. Nada no game tira da sua cabeça que você está na era medieval, pois as roupas dos personagens, a decoração dos locais, os tipos de construções, as armas e outros objetos mantem um estilo medieval steampunk, mesmo que em alguns momentos, objetos um pouco diferentes, podem aparecer junto com assombrações em partes mais obscuras.

O que é isto que eu estou ouvindo ?

Thief é um jogo que depende muito também da parte sonora, em geral o barulho de pisar em cacos de vidro e em outras superfícies foi trabalhado muito bem fazendo com que você se sinta no corpo do protagonista, mas muitas vezes, infelizmente, você está caminhando por um corredor quando você ouve algumas vozes muito próximas, quando na verdade estão muito mais longe do que parecem confundindo o jogador e dificultando algumas partes. O erro se repete de maneira semelhante em diversas partes do jogo, sendo um bug meio chato e que por enquanto não possui uma boa solução mesmo quando as configurações de áudio são alteradas.

Thief

Já a dublagem do jogo é ótima, trazendo atores convincentes e vozes muito semelhantes ao aspecto físico dos personagens, mas infelizmente o Brasil ficou fora de uma tradução obrigando os brazukas a terem que ouvir em inglês, italiano ou uma entre as outras línguas disponíveis entre as quais Tcheco e Polonês, mostrando de certa forma que a Eidos Montreal ainda não considera o Brasil um mercado grande o bastante para merecer uma dublagem ou pelo menos uma versão legendada em PT-BR.

Porrada neles !

Esse é um dos aspectos que foram mantidos das versões anteriores do jogo, a jogabilidade é muito boa, podendo ser comparada a dos melhores jogos do mercado. Você tem uma possibilidade muito grande de movimentos e eles podem ser feitos de maneira ágil e fácil pois os comandos são poucos e básicos. E o que você não sabe, você pode facilmente aprender em especies de “tutoriais” que estão já  dentro do jogo e te ensinam todos os truques para poder sobreviver e também é possível pegar algumas dicas enquanto o jogo estiver carregando os mapas, pois na famosa tela de “Loading” estão sempre algumas dicas uteis para usar no jogo, detalhe que está na moda em muitos jogos da atualidade.

Thief

Diferente de Sam Fisher (de Splinter Cell) ou de Solid Snake ( de Metal Gear Solid) o contato físico com oponentes é muito difícil pois Garret não possui quase habilidades de combate, fazendo com que no momento em que você for descoberto, as chances de morrer ficam muito grandes, o jogo mantém ao máximo a necessidade de estar sempre em modalidade Stealth, ou seja, se esconder o máximo possível e evitar qualquer tipo de contato visual ou físico, mas porem agora você tem a possibilidade de jogar em modo fantasma, oportunista ou predador. Você pode se esconder facilmente nas sombras, em vigas no teto ou até mesmo dentro de um armário que é também usado para salvar o jogo, e se um inimigo estiver na frente do armário é possível derruba-lo facilmente.

Conclusão

Se pode dizer que Thief não é um jogo para qualquer um, é mais aconselhável para pessoas que tenham um pouco mais de paciência e menos vontade de atirar em todo mundo. O jogo ainda segue a mesma linha dos seus capítulos anteriores, mas com uma grande evolução na parte gráfica principalmente e também em alguns aspectos mecânicos do jogo. Entre os aspectos negativos do jogo os principais são a falta de suporte para jogar Multiplayer, que pode desanimar alguns jogadores, o fato do jogo possuir mapas muito lineares tirando a necessidade de explorar muito e por ultimo o engenheiro de som da Eidos que cometeu diversos erros ao colocar os efeitos sonoros dentro jogo. Se você está procurando um jogo Action-Stealth o Thief preenche todos os requisitos da categoria e pode contentar a todos que curtem o gênero.

Gold Award
Gold Award

Trailer Oficial do Jogo:

Comentarios

Noticias Relacionadas

[Review] SkyView

Vinicius Eloy Bailo

Forza Horizon 3 ganha nova DLC com tema Hot Wheels

Vinicius Eloy Bailo

[Video] Nova serie baseada em Halo é lançada por fans